NaNoWriMo – resumo até dia 2

por Hugo

Como eu informei nessa postagem, meu projeto pessoal para novembro é voltar a participar do NaNoWriMo após uma ausência de 4 anos. A diferença é que, desta vez, eu não pretendo escrever um romance, mas roubar e fazer uma série de artigos sobre meu entendimento no campo esotérico e místico do conhecimento. Quando participei do meu primeiro NaNo, em 2008, comecei a escrever de improviso e o “Livro de Salatiel” foi concluído, embora eu jamais o tenha revisado.

O caso é que eu até trabalho bem com um esquema geral dos temas a serem abordados e a ordem em que eles devem aparecer – funcionou maravilhosamente quando tive que escrever meu Trabalho de Conclusão de Curso, a temida Monografia, em uma semana [culpa minha por ter enrolado durante um ano e quatro meses]. Quando você arma o esqueleto do que pretende apresentar, acaba ficando mais fácil para organizar as ideias dentro de cada tópico.

Por isso, para este NaNoWriMo, fiz uma lista de assuntos sobre os quais pretendo falar, mas não entrei em muitos detalhes para manter o desafio da aventura. Nos dois primeiros dias, fiz uma média de 1.800 palavras, somando um pouco mais de 3.600 no final das contas. Ainda é bastante pouco perto da meta de 50.000, mas é um avanço consistente que me deixa confiante na possibilidade de ser um vencedor nesta edição.

Escrever não-ficção é mais fácil do que escrever um romance porque é menos um trabalho de imaginar situações e mais uma função de organizar as ideias na cabeça e ordená-las para que sejam apresentadas de forma inteligível para quem estiver lendo. Por outro lado, é mais complicado porque exige um esforço de justificar ou explicar todas as afirmativas e de asseverar que a mensagem está sendo transmitida da forma desejada.

Já notei algumas informações que eu queria ter escrito, mas acabei deixando para trás. Não vou voltar e ficar editando o texto do passado porque sei que isso vai consumir tempo muito precioso – estou anotando em uma lista paralela para acrescentar no teórico mês da revisão, dezembro. Além disso, sempre que termino a contagem pelo dia, estou deixando indicado o tema a ser abordado no dia seguinte para não ter que reler o que escrevi e sofrer a tentação de retrabalhar o que foi feito.

Dias de escrita: 2
Dias sem escrita: 0
Total de palavras: 3.602
Média diária: 1.801

Anúncios